segunda-feira, 11 de junho de 2007

#34 - José Doroteo Arango

Hoje nós começamos uma semana em homenagem aos grandes revolucionários mexicanos. Como todos sabem, na Rússia, em Cuba e quejandos eram todos posers. Revolução mesmo, só se cogitou no México.

No início do longínquo século XX o jovem José Doroteo Arango, aos 16 anos, foi acusado de matar um rico fazendeiro e, para fugir das perseguições da justiça, se alistou no exército mexicano. Por combater a ditadura do vacilão Porfírio Diaz foi exilado e posteriormente condenado aa morte.

Uniu-se, porém, a um grupo que reunia os bigodes mais importantes da Nação e iniciou uma Guerra Civil que remodelou o sistema político mexicano. Foi morto numa emboscada por um covarde imberbe que jamais o encararia de frente.

3 comentários:

Guilherme disse...

Há rumores de que, por baixo daquela balaclava surrada, o Subcomandante Marcos também ostenta um frondoso bigode.

O Ídolos de Bigode deveria mandar uma equipe ao coração das Chiapas para investigar essa palpitante questão.

tiago disse...

acompanhe Ídolos de Bigode e essa dúvida será desfeita. nós já fomos a Chiapas e já voltamos, de posse de um segredo inconfessável e mal escondido do sub-comenadante.

fique ligado.

valeu.

Eduardo Rodrigues disse...

Dado relevante que eu não coloquei no texto. Se vocês repararem nas fotos, na década de 70 Pancho Villa resolveu fazer revolução escrevendo sobre rock!